domingo, 24 de outubro de 2010

Faz parte

Às vezes é tão difícil crer. Crer que vai dar certo e que tudo vai ficar bem. Crer que as crises chegam mas que também vão. Crer que ainda que meus olhos não vejam, Deus está agindo.
A mensagem que Jesus deixou foi a de que no mundo passaremos por aflições, mas que, apesar de, devemos ter bom ânimo, porque Ele - Jesus - já venceu o mundo. Talvez isso dê margem para a gente pensar que não vamos sofrer, que devemos exigir o melhor de Deus ou que nossa vida será fácil. Uma vez que Deus é Deus, alguns podem dizer, essa coisa de passar dificuldade é para quem tem pouca fé!
Mas não, a vida não é tão fácil assim - a minha, pelo menos, não é. Sou trôpego, falho e, sim, tenho muitíssima pouca fé. Como é possível dizer que quem sofre não crê, se o próprio Jesus muito sofreu? Sofremos por tantas coisas, grandes ou pequenas, que parece que o sofrimento está embutido nesse mundo. E se estamos no mundo, estamos vulneráveis às situações de transtorno e dificuldades que abalam os nossos dias por aqui.
Vivemos em um mundo tomado por "incontigências", afirmou Ed René Kivitz. O sofrimento pode estar acontecendo por causa de um castigo divino, um pecado não confessado ou pela vontade de Deus. Mas começo a crer que o sofrimento acontece porque vivemos em um mundo incompleto, muito distante daquilo que Deus queria que fosse. Estamos sujeitos às incontigências da vida, coisas que nos afetam sobremaneira.
Onde estaríamos se por um acaso todos os nossos pedidos de oração fossem atendidos? Num caos, acredito. Tenho custado a estar contente em toda e qualquer situação, assim como Paulo. Mas tenho perseverado, tenho acreditado que minha fé deve ir além do que posso enxergar e que o sofrimento faz parte desse mundo incontigente.
Tudo isso pode soar como conformismo, mas não é. Eu creio no Deus de milagres, no Senhor dos exércitos e no Pai de amor. Creio que assim como Ele foi com Abraão, Davi, Daniel e Jesus, assim Ele será comigo. Quem, afinal, nos separará do amor de Cristo? A resposta: nada, se eu assim escolher.
Custo a aprender a confiar, mas Deus sabe. Tudo isso faz parte e é a vida.

6 comentários:

Gerlane Oliveira disse...

Custa-nos passar por situações que nos põe à prova com alguma tranquilidade,talvez,não apenas por nossa fragilidade e falta de atitude,mas principalmente por causa de nossa fé deficiente.

Mas como você mesmo salientou,o Deus dos antigos,ainda é o mesmo Deus de hoje,e se Ele esteve com tantos outros semelhantes a nós antes,não será diferente conosco agora,porque para nossa alegria,os planos e a palavra dEle não mudam,inclusive para nós.

Engraçado,parece que você leu minha mente e escreveu tudo o que estou pensando,da forma como escreveria,ao escrever este post.

Deus continue te abençoando muito mais!

Paz!

Mário Roque disse...

Creio que sem sofrimento não nos aperceberíamos do amor de Deus, jamais valorizaríamos o cuidado do Pai para conosco.
O sofrer em si não é bom - até pq não somos masoquistas -, mas é preciso, é essencial para moldar nosso caráter conforme o de Cristo.

Vc disse que "Onde estaríamos se por um acaso todos os nossos pedidos de oração fossem atendidos?". Imaginei a cena do filme "Todo Poderoso" em que todo mundo ganha na loteria - hehehe.

Fique na paz.

Wilson Iwano disse...

Vivendo entre o Éden e o Paraíso. É a vida! =D

anne ♥ disse...

Muito bom =)

Conceiçao disse...

Parece que descreveu minha mente... e nem nos conhecemos! =X

Thaty disse...

Até respirei melhor depois de ler esse texto! Minha pouca fé anda encolhendo... mas graças a Deus por seu amor que me acolhe mesmo assim!