quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Como no céu [1]

Não pretendo saber o que me pertence
para guardar melhor.
Há algo que o tempo não toca.
O tempo não está decidido no rosto,
mas na forma como se escapa do tempo.
Quanto maior o desespero em fugir,
maior será a velhice.

- Carpinejar

4 comentários:

Eliéser Ribeiro disse...

Belíssima foto...

Eliéser Ribeiro

Anônimo disse...

Fiquei boquiaberta com o trecho. Parabéns!
Escolheu bem, tanto o texto quanto a foto. Lindos!

Jacqueline Boriam disse...

minha pergunta sempre é: onde o Akamine consegue essas fotos!rs ótima postagem Rapha!

bjs

Danusa disse...

Extravagante!