segunda-feira, 9 de março de 2009

Sinto

Questiono o estranho pesar, a falta de paciência e o amargo gosto de ressentimentos. Não sei bem dizer o que é. Não sei ser prolixo pra hoje. Não sei nem mesmo explicar o entalo da garganta. Sei, somente, que fecho-me dia a dia para o mundo externo. Tenho dificuldade em ser o "eu" de agora a pouco. Sou mais crítico, mais sentido, mais ausente. Meu coração explode por esclarecimentos. Angústia e um pouco de café.

6 comentários:

Marcella =) disse...

:D o que nos resta é dançar um tango argentino =D
Acho que a gente deve se jogar mais um pouco as pessoas e as cituações.
- o que vai contar aos teus filhos?
Às vezes o mundo exterior é ruim, mas saiba ver além ;*

kri kri kri disse...

Jesus te ama!

ahk disse...

"prolixo" ? wow hiaoehaoiheaoiea

Maria Fernanda disse...

O gosto amargo do ressentimento é pior que o mais intragável dos remédios.

Miyahira disse...

hummm...interessante!

Manp disse...

ei cara...
mto boM seu blog!!

sem querer foLgar...mas como cê fez essa nuvem de tags?!
tentei alguns links do google que ensinavam, mas nenhum deu certo!!
se puder ajudar!!

abrss
Deus abençoe!!