domingo, 24 de fevereiro de 2008

Família, meu tudo

E como tudo é assim, cheio de ir e vir resta a nós a conformação. Meus ultimos dois meses foram cheios de alegrias e um certo sentimento de, sempre, quero mais. Eu vi aquele homem de ombros largos, sorriso facil, brincar de cozinhar, mesmo após um intenso dia de trabalho não se deixar vencer, mas lutar para agradar ao máximo aquilo que ele tanto ama. Vi também uma mulher moça, de corpo frágil mas com uma força sobrenatural em seu coração, ela não muda... os anos podem ir e vir mas em seu rosto, sempre um sorriso de amor, o meu porto seguro... é lá que posso me aconchegar e, muitas vezes, só chorar. E aquela moça menina. Ah... e como ela cresceu, pensava que ela ainda fosse aquela menina dengosa e cheia de mimos, e não! hoje ela é uma moça... cheia de dúvidas e questionamentos, mas com uma convicção tamanha de que tudo vai dar certo no final; coisa que me espanta e que me faz amá-la sempre um pouco mais. Talvez, a distância venha a interferir mais uma vez, mas tenho certeza de que tudo o que já passamos só nos fortaleceu para o porvir.
Minha família, aqueles que tenho orgulho de dizer que, simplesmente, foram, são e sempre serão meus. O meu tudo.

3 comentários:

Leee disse...

acho que sei o que sente.

família é uma coisa muito linda e inexplicavel...e a distância das coisinhas que a gente quase não nota todos os dias nela fazem a maior falta.

krina disse...

uiaaaaaaa.. esse tExtinhu ficou legals.. meio complexo, como sEmpre.. mas ficou legal ^^

bjinhO

ahh.. BEM-VINDO de voLta!! ^^

Rosana Steimbach disse...

puxa familia...

o texto disse bem sobre o que é isso na essencia, apesar de não saber mt.

Gostei mt daqui, vou ate colocar lá no meu!
* vc leu o livro Maravilhosa Graça é? hauah acabei de ler a pouco, sem palavras!

Bjão!